domingo, 26 de dezembro de 2010

Saudade...

Tranqüilamente sentada , o som rolando, a luz acesa ...

Organizando alguns arquivos no PC, fotos, vídeos recém criados, e músicas recém baixada...

Deparo, com pastas especificas...

Um furacão de sentimentos vem à mente, coração acelera...

Penso, não vou abri-los...

Meus olhos percorre os arquivos desorganizados, e deparo um arquivo fora da pasta...

É.... não era pra ele ta ali fora, do dia 15/11, não resisto e abro...

Leio e antes que eu termine, as lágrimas já estão rolando...

Relembrando no antes e no depois, penso, penso e penso...

E me pergunto, pq? Onde tudo foi parar?...

Tudo é tão desconexo, e ao mesmo tempo tão claro...

O depois, das palavras duras, despeitadas, amargas...

Pra mim, nada mudou, apenas se intensificou o de antes...

Continuo amando, desejando, admirando...

E a saudade mais do que nunca me faz companhia dia e noite...

Sem me arrepender de nada, sei que alguma coisa valeu a pena...

E se fosse pra me arrepender de algo, seria apenas não ter feito realmente fazer acreditar no que sinto, ou talvez não ter tentado de outra forma...

Mas por outro lado, tentar fazer entender o que não existe explicação, são as coisas feitas pelo coração..

Amo você


sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Reflita, ou ao menos tente...

Amar sempre...
Saber que tudo é passageiro...
Saber o que eu preciso e quero...
Saber que tudo é perdoável sempre...



Que a vida é muita curta, que não temos controle de nada, e de ninguém ...
Que precisamos de colo, e que também precisamos dar colo...
Precisamos de abrigo de olhar terno...
Que somos humanos, que erramos até aprender!...


E sempre há tempo de fazer diferente...
Abraçar sempre, chorar de rir, chorar de alegria, de saudades e de lamento...
Amargar as dores e acabar com o ego, a ilusão, as fantasias, ter boa vontade sempre...

Usar nossos talentos, dar valor ao que temos...
Saber que todas as coisas são resolvidas dentro da gente...
Cuidar da saúde...
Evitar os pré-julgamento, deitar na cama e dormir sabendo que fiz a minha parte...ou que pelo menos que tentei...


Se passar por bobo as vezes...mas nunca perder o brilho dos meus olhos, o sorriso da minha boca o encantamento da minha energia e as bençãos que recebi da Vida !!!
Ter amor e gratidão por todas as pessoas que passaram pela minha vida e por aquelas que nunca passarão...


Ter muito,muito Deus no coração fundamental para se VIVER!!
Obrigada sempre meu Deus!!!!!
Obrigada por todas as oportunidades que tive e tenho de crescer, amadurecer..


Sua luz é a minha Lei!!!!!!!
AMO MUITO, AMO SEMPRE!



by mainha...


terça-feira, 21 de dezembro de 2010

2011

Mais um ano se findando. Natal chegando, e ano novo explodindo logo mais no céu....

Leve deste ano, apenas o que de bom aprendeu, viveu, compartilhou e realizou. Que no natal celebre, a saúde, o amor, a família, os amigos e principalmente a Fé no Pai Maior.

E que no novo ano, faça de cada dia um novo aprendizado, uma renovação. Busque, acredite, compartilhe, leia mais livros, escute novas músicas, pratique a caridade, sorria mais, brinque mais, conte historias para crianças, questione menos, respeite as diferenças, valorize e ame. 

Que 2011 seja um ano de grandes realizações e alegrias...

Que Deus abençoe todos nós.


terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Alma

É fácil trocar palavras,
Difícil é interpretar os silêncios!
É fácil caminhar lado a lado,
Difícil é saber como se encontrar!
É fácil beijar o rosto,
Difícil é chegar ao coração!
É fácil apertar as mãos,
Difícil é reter o calor!
É fácil sentir o amor,
Difícil é conter a sua torrente!
Alinhar ao centroComo é por dentro outra pessoa?
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma
Senão da nossa.
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo.

Fernando Pessoa

Proibido

É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo das suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,

Não transformar sonhos em realidade.
É Proibido Amor não Demonstrar
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos

Não tentar compreender o que viveram juntos
Chama-los somente quando necessitas deles.
É proibido não seres tu mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,

Ser gentil só para que se lembrem de ti,
Esquecer aqueles que gostam de ti.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer o teu destino,

Ter medo da vida e dos seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,

Esquecer  os seus olhos, seu sorriso, só porque os seus caminhos se
desencontraram,
Esquecer  o teu passado e paga-lo com  o teu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que uma tua,

Não saber que cada um tem o seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar a sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,

Não ter um momento para quem necessita de ti,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,

Não viver a tua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem ti  este mundo não seria igual.

Pablo Neruda

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Não quero morrer em vida...By Camila Senna

To muito down pra escrever qualquer coisa que preste.....
Mas lendo bastante....Achei um blog bem legal...vou postar uma poesia de Camila Senna


   Me estranho facilmente com a bendita morte.
   Morte da essência que envolve o âmago.
   Morte do fundo musical dos sentidos.
   Não sou impenetrável, até queria ser...
   
   Só assim, as coisas que não admiro, não passariam por mim.
   Queria ser uma esfinge, veloz, sagaz...
   Sugar o néctar da vida e ser imortal, ser real.
   Sei que é só devaneio, mas do que vale a vida se não pudermos devanear? 
  
   No desalinho da minha mente, me alinho...
   Na esperança de viver saborosamente, pretensão?
   Não, fantasia!
   Ai se não fosse ela a me aplicar anestesia...
   
   Anestesia da arte, arteira que sou, não me conformo oconformismo.
   Por vezes me vejo num motim, querendo a desordem.
   Desafiando os que dormem, dormem o sono da ruindade.
   
   Desafiando os que não sentem dor, a dor da saudade. 
   Desafiando os que não amam o amor, o amor e sua plenitude.
   Desafiando os que não pedem receita, porque são frios e vivem fingindo ser sadios.

   Desafiando os que não sabem chorar, por terem medo de se declarar, de se libertar.
   Desafiando os que tem medo de amar, que não amam por covardia...


   Mas que bobagem, amar é um risco que só quem corre são os intrépidos, é o frio mais     gostoso que minha barriga já sentiu.
   Será que minha visão é platônica?
   Eu responderia que sim! 

   Os olhos da minha alma chamam-se utopia, é aonde minha vida vira poesia seja na tristeza ou na alegria. 
    Quero viver todos os sonhos que já não cabem dentro de mim, loucura ou realidade? -     Os dois, minha louca realidade.

    Não quero ser sã de verdade, quero apenas existir de verdade.
    Faço questão que a frustração tenha ódio de mim.
   Fazendo a desesperança implorar não passar por mim.
   Quero viver o fim da guerra, a guerra dos sonhos impedidos.

   Quero o diploma de que eu estive aqui, de que eu existi!
   Vivi... Aprendi...
   E apesar dos pesares, fui feliz.
   Não por vaidade, mas por realização, por tesão.
   Tesão na alma, sem mais explicação!



Seu sorriso

Hoje foi um dia tão dificil
Dias que ja estavam tão iguais
Sem saber que dia era


Quis eu fechar os olhos
E não lembrar do seu sorriso
Mas que dia foi o qual mais quis te ver sorrir

Não sei, não sei 
Se outro dia eu te verei
Mas saiba que o dia de ontem ao teu lado
Foi sim o dia que tanto almejei....


quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Preciso


Eu preciso de alguma coisa.
Eu sempre preciso de alguma coisa.
Se é um amor, ou se é um drink.


Se é de mudança.
Se é de esperança.
Essa insatisfação que a gente sente, ou a solidão permanente


Preciso de amigos, de agito
Eu sempre preciso de um abraço, de um afago
Mas se me tiram a esperança
O que faço? 
Se é o que preciso para rir feito uma criança......




Bastaria?

Chorei, chorei um choro infantil.
 Um choro que fazia tempo que não chorava, Chorei.


As vezes ainda concordo com o grande Nelson Rodrigues
De que não é possível amar e ser feliz ao mesmo tempo, 
Eu só queria que você me provasse isso, me prove.
Eu te amo, e o amar, como todo verbo intransitivo
Deveria ser auto-suficiente, amar já basta.








Porque?

Mas um dia se inicia...
Tento re-organizar meus pensamentos
Diante do que sinto, penso e vivo
Difícil, tão difícil quando parece que tudo esta fechado a minha volta
Me sinto presa, sem conseguir me mover, paralisada
Tento achar qualquer vão, pra que eu possa tentar me mover
Tentar ver, que ainda pode ser diferente.
Mas fecharam e fecharam-se, não vejo qualquer outra chance de me darem as mãos
Fecharam-se sem se esforçar em acreditar no que sinto, e no que sou, e o que é pior
Sem levar em consideração, minhas mãos, meu coração e todo meu ser,
Que vibrou, que acreditou, que faria o possivel e o impossivel, sem exitar
Sinto um certo desprezo, uma certa frieza, de quem minhas mãos quis segurar, de quem meu coração se importou e ainda se importa
Sinto sem qualquer chance, de reinventar outro começo ou uma nova história, historia que nem começou
e assim findou sem um final
E eu pergunto
Porque Deus, fizeste isso comigo?

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

O amor e a adversidade....

Mas uma noite chega
no meu quarto...escuto a poesia cantada
e através dela, viajo num tempo nao muito distante
curto tempo, mas o suficiente em mim foi, 
para saber o que eu de fato ja sentia
que amar, esta acima do que se é perfeito ou imperfeito
amo pelo o que é, e pelo o que nao é 
amo pelo o que me faz feliz, e pelo que nao me faz tao feliz assim
o brilho, sempre superou o que na escuridão se ocultou
amo na adversidade, pois só atraves dela aprendemos o que realmente temos
para compartilhar nas diferenças da vida, ou nem tão diferentes assim.
amo, sem medo de dizer que amo, sem vergonha qualquer de afirmar que nao sou perfeita
mas que sim, posso ser perfeita aos olhos de quem me ame.
porém dizem por ai, que o amor só acontece a primeira vista, ou no
encontro de almas gemeas...
Mas eu no meu quarto, embalada ao som...e as batidas do meu coração
acredito que o amor é livre de qualquer armadura
pronto, para seguir juntos acreditando e realizando sonhos, vivendo e aprendendo
que amar, nos tempos de hoje, é coragem para poucos...

"Não importa quem você é, não importa onde você vá, na vida, em algum momento você irá precisar de alguém, para ficar do seu lado."

video


 
temas blogspot - mario jogos